Meu carrinho
  • Atlas Em Cores De Cirurgia Plastica Oftalmica

Atlas Em Cores De Cirurgia Plastica Oftalmica

REF.: DI1763

R$ 598,00

Ou em até 6x de R$ 99,67 sem juros



EDITORA

DI LIVROS

PÁGINAS

516

ISBN

9788580531763

AUTOR(ES)

A G TYERS J R O COLLIN

FORMATO

189x246

EDIÇÃO

4ª/2019

DESCRIÇÃO

ATLAS EM CORES DE CIRURGIA PLASTICA OFTALMICA


A. G. Tyers, FRCS(Eng), FRCS(Ed), FRCOphth, DO, OStJ e J. R. O. Collin, MA, MB, BChir, FRCS(Eng), FRCOphth, DO Conhecido pelas sequências fotográficas soberbas passo a passo, o Atlas em Cores de Cirurgia Plástica Oftálmica, 4a Edição, continua a ser sua primeira escolha para adquirir o conhecimento essencial na cirurgia oculoplástica. Ideal tanto para cirurgiões novatos como experientes, este título premiado oferece uma cobertura abrangente da cirurgia plástica oftálmica, incluindo as pálpebras, sobrancelhas e o meio da face tudo ressaltado por sequências fotográficas insuperáveis e texto explicativo que mostram os estágios de cada procedimento. Novas fotos, novos videoclipes e novas séries operatórias, bem como atualizações importantes em todo o livro, o tornam um recurso inestimável para sua prática.


SUMÁRIO


Conteúdo dos Vídeos xi
Prefácio da Quarta Edição xiii
Prefácio da Terceira Edição xv
Prefácio da Segunda Edição xvii
Prefácio da Primeira Edição xix
Agradecimentos xxi
Novas Imagens e Vídeos desta Edição xxiii
Dedicatória xxv

Capítulo 1 Anatomia 1

1.1 A órbita óssea 2
1.2 Anatomia superficial das pálpebras 4
1.3 Pele palpebral 6
1.4 Estrutura da pálpebra 7
1.5 Músculos da expressão facial, os músculos
da mímica 7
1.6 Músculos da mastigação 11
1.7 Gordura e fáscia faciais 11
1.8 Gordura e fáscia orbitárias 16
1.9 A fáscia retro-orbicular e espaços
relacionados 17
1.10 O septo e placas tarsais 19
1.11 A conjuntiva 19
1.12 Os retratores da pálpebra superior 19
1.13 Os retratores da pálpebra inferior 20
1.14 O aparelho lacrimal 20
1.15 Suprimento sanguíneo para as
pálpebras 21
1.16 Drenagem linfática das pálpebras 22
1.17 Suprimento nervoso para as pálpebras
e a face 23
1.18 As pálpebras dos asiáticos 26
1.19 Alterações da idade nas pálpebras e
face 28

Capítulo 2 Técnicas básicas na cirurgiaplástica oftálmica 29
Fechamento da ferida 31
2.1 Fechamento rotineiro da ferida 32
2.2 Suturas contínuas 33
2.3 Suturas intradérmicas 34
2.4 Suturas de colchoeiro 35
2.5 Sutura com três pontos 35
2.6 Excisão e reparo de espessura total da
margem palpebral 36
2.7 Aperto horizontal da pálpebra 36
Seção C
Enxertos cutâneos 37
Captação de enxertos cutâneos de espessura total 38
2.8 Pele da pálpebra superior 38
2.9 Pele retroauricular 39
2.10 Pele pré-auricular 41
2.11 Captação de um enxerto cutâneo de
espessura parcial 43
Fixação do enxerto cutâneo 47
2.12 Estabilização do enxerto com apoio fixo 47
2.13 Fixação do enxerto com curativo compressivo 48
2.14 Suturas acolchoadas 48
Seção D
Enxertos para reconstrução da lamela palpebral
posterior 49
2.15 Captação de um enxerto de mucosa oral 50
2.16 Enxertos de mucosa de espessura parcial 51
2.17 Doador de esclera 52
2.18 Captação de cartilagem auricular 52
TYERS 00.indd 5 23/08/2018 11:47:13
vi Sumário
2.19 Captação de um enxerto tarsal 54
2.20 Captação de enxertos do palato duro 55
Seção E
Outras técnicas 56
2.21 Captação de fáscia lata autógena 57
2.22 Suturas de tração na pálpebra 59
2.23 A zetaplastia 60
Capítulo 3 Avaliação pré-operatória 61
Posição das pálpebras 63
3.1 Distância entre a margem e o reflexo 64
3.2 Telecanto 64
Seção C
Movimento palpebral 65
3.3 Função do levantador 66
3.4 Flacidez dos retratores da pálpebra inferior 68
3.5 Fenômeno de Bell 68
3.6 Piscadela mandibular 69
3.7 Fadiga na miastenia gravis 70
Seção D
Posição do olho 71
3.8 Exoftalmometria 72
3.9 Deslocamento ocular 72
Seção E
Movimento ocular 73
Seção F
Outros exames 76
3.10 Posição das sobrancelhas 77
3.11 Canto lateral e bochecha 77
3.12 Prega cutânea da pálpebra superior 78
3.13 Flacidez horizontal da pálpebra inferior 78
3.14 Tendões do canto medial e lateral 79
3.15 Olho e órbita 80
Capítulo 4 - Anestesia 83
Seção A
Infiltração local 84
4.1 Abordagem subcutânea 85
4.2 Abordagem subconjuntival 85
4.3 Anestesia local tumescente 85
Seção B
Bloqueios regionais 86
4.4 Bloqueio do nervo frontal 87
4.5 Bloqueio do nervo infratroclear 88
4.6 Bloqueio do nervo infraorbitário 88
4.7 Bloqueio do nervo retrobulbar 88
4.8 Bloqueio do nervo facial 89
Seção C
Reações adversas aos anestésicos locais 90
Capítulo 5 - Instrumentos 91
5.1 Os instrumentos básicos 92
5.2 Detalhes de pinças 92
5.3 Pinça Putterman 92
5.4 Caneta, bisturi, lâminas 93
5.5 Fios de sutura usados comumente 93
5.6 Espéculo nasal e curetas ósseas 93
5.7 Conjunto para fáscia lata 93
5.8 Afastadores maleáveis 94
5.9 Conjunto para fio metálico transnasal 94
5.10 Furadeira a ar comprimido com broca e serra
oscilante com lâminas 94
5.11 Cortador Watson para pele com lâmina e
pranchas 94
5.12 Dermátomo 95
5.13 Medidores do tamanho da órbita e introdutor
de implante orbitário 95
5.14 Cureta para evisceração e tesoura para
enucleação 95
Capítulo 6 - Entrópio 97
Seção A
Entrópio involutivo 98
6.1 Reparo com sutura 99
6.2 Wies 101
6.3 Quickert 103
6.4 Jones 107
Seção B
Entrópio cicatricial 110
6.5 Fratura tarsal 111
6.6 Enxerto posterior (pálpebra inferior) 113
6.7 Reposição lamelar anterior com ou sem
divisão palpebral (pálpebra superior) 114
6.8 Ressecção tarsal em cunha 118
6.9 Divisão lamelar 119
6.10 Enxerto posterior (pálpebra superior) 119
6.11 Rotação da margem palpebral (Trabut) 120
TYERS 00.indd 6 23/08/2018 11:47:13
Sumário vii
Procedimentos alternativos 122
6.12 Excisão da placa tarsal 122
Seção C
Entrópio congênito 123
6.13 Fixação tarsal (Hotz) 124
Capítulo 7 - Ectrópio 127
Seção A
Ectrópio involutivo 128
Encurtamento da pálpebra horizontal 129
7.1 Excisão de espessura total 129
7.2 Tira tarsal lateral (suporte do canto) 130
7.3 Aperto palpebral de Bick 136
7.4 Excisão de um losango conjuntival medial 139
7.5 Encurtamento horizontal medialmente com
excisão de um losango conjuntival medial
(‘Lazy-T’) 142
7.6 Encurtamento horizontal e blefaroplastia
(Kuhnt-Szymanowski) 144
7.7 Estabilização do tendão do canto medial –
abordagem conjuntival 145
7.8 Excisão medial em cunha 148
Seção B
Ectrópio cicatricial 151
7.9 Zetaplastia 152
7.10 Enxerto cutâneo 154
7.11 Retalho de base medial da pálpebra superior
para a inferior 158
7.12 Retalho de base lateral da pálpebra superior
para a inferior 160
Seção C
Ectrópio paralítico 164
7.13 Cantoplastia medial 165
7.14 Apoio de fáscia lata autógena 167
Procedimentos alternativos 171
7.15 Plicatura do tendão do canto medial 171
Capítulo 8 - Anormalidades dos cílios 173
Seção A
Triquíase 174
8.1 Crioterapia 175
Seção B
Distiquíase 176
8.2 Divisão lamelar e crioterapia para a lamela
posterior 177
Procedimento alternativo 179
8.3 Divisão palpebral e excisão direta de
distiquíase na raiz dos cílios 179
Capítulo 9 Ptose 181
Seção A
Reparo da aponeurose do levantador 184
9.1 Reparo anterior da aponeurose do levantador
(avanço) 185
9.2 Reparo da aponeurose posterior do levantador
(avanço) 190
Seção B
Ressecção do levantador 195
9.3 Ressecção anterior do levantador 196
Procedimento alternativo 205
9.4 Ressecção posterior do levantador 206
Procedimentos alternativos 208
Seção C
Encurtamento do músculo de Müller 210
9.5 Ressecção do músculo de Müller e
conjuntiva (Putterman) 212
9.6 Tarsomüllerectomia (Fasanella-Servat) 217
Procedimentos alternativos 219
Seção D
Suspensão frontal 220
9.7 Suspensão frontal com fáscia lata – método
de Crawford 221
9.8 Enfraquecimento do levantador 224
Procedimentos alternativos 230
9.9 Suspensão frontal – abordagem de
Fox fechada 231
9.10 Suspensão frontal – abordagem de
Fox aberta 235
Procedimentos alternativos 238
9.11 Lentes de contato apropriadas 238
9.12 Suporte de Whitnall 239
Capítulo 10 Blefaroplastia 241
Seção A
Blefaroplastia da pálpebra superior 243
10.1 Excisão de pele e músculo 244
10.2 Correção de ptose 252
10.3 Prolapso da glândula lacrimal 256
TYERS 00.indd 7 23/08/2018 11:47:14
Seção B
Blefaroplastia da pálpebra inferior 258
10.4 Blefaroplastia transconjuntival da pálpebra
inferior 259
10.5 Blefaroplastia transcutânea da pálpebra
inferior 263
10.6 Festões e bolsas malares 273
Seção C
Ptose da sobrancelha 274
10.7 Lift direto da sobrancelha 276
10.8 Lift da sobrancelha no meio da fronte 279
10.9 Lift peritriquial da sobrancelha e da
fronte 281
10.10 Lift da sobrancelha transblefaroplastia 284
10.11 Elevação lateral da sobrancelha 288
10.12 Lift coronal da sobrancelha e da fronte 290
10.13 Lift endoscópico da sobrancelha e da
fronte 290
Seção D
Ptose da bochecha 291
Capítulo 11 Retração palpebral 293
Seção A
Músculo de Müller 294
11.1 Excisão do músculo de Müller 295
Seção B
Recessão do músculo de Müller e do
levantador 296
11.2 Recessão do retrator da pálpebra superior
sem espaçador – abordagem posterior 299
11.3 Recessão do retrator da pálpebra superior
sem espaçador – abordagem anterior 302
Procedimento alternativo 305
11.4 Recessão da pálpebra superior de espessura
total 305
11.5 Recessão do retrator da pálpebra superior com
espaçador – abordagem anterior 307
Procedimento alternativo 309
11.6 Recessão do retrator da pálpebra superior
com espaçador – abordagem posterior 309
11.7 Implante de peso de ouro 310
Seção C
Pálpebra inferior 314
11.8 Recessão dos retratores da pálpebra
inferior 315
11.9 Lift da bochecha 319
Seção D
Outros procedimentos 323
11.10 Suturas de tarsorrafia central
temporária 324
11.11 Tarsorrafia lateral temporária 325
11.12 Tarsorrafia lateral permanente 326
Capítulo 12 Evisceração, enucleação, exenteração 329
12.1 Evisceração com remoção da córnea 330
12.2 Enucleação 335
12.3 Exenteração 338
Procedimentos alternativos 341
12.4 Revestimento de pele parcial da
cavidade 341
12.5 Preservação da pele palpebral 342
12.6 Retalhos cutâneos para a cavidade
orbitária 343
12.7 Fixação osteointegrada para prótese 344
Capítulo 13 A cavidade anoftálmica 347
Seção A
Implantes primários 348
13.1 Implante esférico primário com envoltório de
malha de Vicryl 349
13.2 Implante primário poroso com envoltório
escleral 354
13.3 Enxerto primário dermofat (derme e
gordura) 356
Seção B
Implantes secundários 359
13.4 Implantes secundários com
envoltório 360
13.5 Implantes secundários sem
envoltório 364
13.6 Enxerto dermoadiposo secundário 366
13.7 Implante subperiósteo no assoalho da
órbita – folheto único 366
13.8 Implante subperiósteo no assoalho da
órbita – tiras múltiplas 369
13.9 Enxerto dermoadiposo para o sulco
superior 372
Procedimentos alternativos 375
Seção C
Exposição e extrusão de implantes orbitários 376
13.10 Reparo com remendo 377
viii Sumário
TYERS 00.indd 8 23/08/2018 11:47:14
Seção D
Contração da cavidade 379
13.11 Aprofundamento do fórnix com suturas 380
13.12 Reconstrução do fórnix – fórnix inferior 382
13.13 Reconstrução do fórnix – fórnix superior 384
Procedimentos alternativos 384
Seção E
Outros problemas com a cavidade anoftálmica 385
13.14 Ptose 386
13.15 Ectrópio da pálpebra inferior 386
13.16 Entrópio 386
Capítulo 14
Reconstrução da pálpebra – fechamento da margem palpebral 389
Seção A
Fechamento direto da margem palpebral 390
14.1 Excisão da margem palpebral de espessura total
– reparo com nó superficial na margem 391
14.2 Reparo da margem palpebral com um nó
sepultado 393
Procedimento alternativo 396
14.3 Fechamento da margem palpebral com uma
incisão transversa 396
Seção B
Fechamento direto com tecido extra lateralmente 398
14.4 Cantólise lateral 399
14.5 Avanço de retalho lateral 401
14.6 Retalho semicircular (Tenzel) 401
14.7 Retalho de bochecha McGregor 403
Capítulo 15 Reconstrução da pálpebra –lamela anterior 405
Seção A
Uso de enxertos cutâneos para preencher o
defeito 406
15.1 Enxerto de espessura total para defeito de
espessura total – pálpebra inferior 407
15.2 Enxerto de espessura total para defeito de
espessura total – pálpebra superior 408
15.3 Enxerto de espessura total para o canto
interno 409
15.4 Enxerto de espessura parcial para defeito
de espessura parcial 410
Seção B
Uso de retalhos para cobrir o defeito 412
Retalhos de avanço 413
15.5 Retalho de avanço na bochecha 413
15.6 Retalhos de avanço na pálpebra
inferior 414
Retalhos de rotação 416
15.7 Retalhos de rotação O a Z 416
15.8 Retalho de rotação da bochecha
Mustardé 417
Retalhos de transposição 417
15.9 Retalho de transposição da pálpebra
superior para a inferior – baseado
lateralmente 422
15.10 Retalho de transposição da pálpebra superior
para a pálpebra inferior – baseado
medialmente 424
15.11 Retalho de transposição nasojugal 426
15.12 Retalho de transposição da bochecha para a
pálpebra inferior 429
15.13 Retalho rômbico de transposição 433
15.14 Retalho de transposição bilobado 437
Retalhos glabelares 438
15.15 Retalho glabelar V-Y deslizante 438
15.16 Retalho de transposição glabelar 441
15.17 Retalho glabelar e da ponte Cutler-Beard
combinados 441
15.18 Retalho glabelar e retalho tarsoconjuntival de
Hughes combinados 445
Procedimentos alternativos 446
15.19 Retalho da linha média da fronte 446
15.20 Retalho da fronte lateral 448
Capítulo 16 Reconstrução da pálpebra – lamela posterior 449
Seção A
Enxertos para reconstruir a lamela posterior 450
16.1 Uso de enxertos para a lamela posterior 451
Procedimentos alternativos 452
16.2 Cartilagem do septo nasal com
mucopericôndrio 452
16.3 Enxerto tarsomarginal 453
Seção B
Retalhos para reconstruir a lamela posterior 454
16.4 Retalho transconjuntival de Hughes 455
16.5 Retalho periósteo lateral 461
16.6 Retalho de transposição tarsal Hewes 464
Sumário ix
TYERS 00.indd 9 23/08/2018 11:47:14
Capítulo 17 Reconstrução da pálpebra – lamelas anterior e posterior combinadas 467
17.1 Retalho Cutler-Beard 468
Procedimentos alternativos 471
17.2 Retalho ‘switch’ para a pálpebra superior 471
Capítulo 18 Outras condições 475
Seção A
Epicanto e/ou telecanto 476
18.1 Zetaplastia dupla Mustardé 477
18.2 Plastia em Y-V 482
18.3 Fio metálico transnasal para fixar os
cantos 485
Seção B
Deslocamento vertical dos cantos 491
18.4 Deslocamento vertical do canto lateral 492
18.5 Deslocamento vertical do canto medial 494
Seção C
Outras 496
18.6 Captação de gordura autógena
(Coleman) 497
18.7 Tira de músculo orbicular 502
Índice remissivo 509

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Receba toda semana as informações mais relevantes sobre lançamentos e novidades.